Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server – Parte 5

Olá caro leitor!
Você acompanhou até aqui o desenvolvimento de website com ASP.NET e SQL Server. Se não acompanhou, acesse:

Hoje iremos finalizar nosso projeto realizando o desenvolvimento das funcionalidades principais do nosso painel de controle. Iremos abordar os seguintes tópicos:

  • Criação das telas de gerenciamento de páginas
  • Uso do CK Editor
  • Link para encerrar sessão do usuário

Para iniciarmos, faça o download do projeto anterior: Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server - Parte 4.
Leia mais… »

Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server – Parte 4

Olá caro leitor!

Em continuidade aos artigos anteriores sobre desenvolvimento de website com ASP.NET e SQL Server. Se você não acompanhou esse série desde o início acesse:

Hoje iremos realizar o desenvolvimento das funcionalidades internas do nosso painel de controle. Nele iremos abordar os seguintes tópicos:

  • Controle de sessão
  • Criação das telas de gerenciamento de usuário

Para iniciarmos, faça o download do projeto anterior: Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server - Parte 3.

Leia mais… »

Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server – Parte 3

Olá caro leitor!

Dando continuidade aos artigos anterior sobre desenvolvimento de website com ASP.NET e SQL Server. Se você ainda não acompanhou essa série de artigos sobre o desenvolvimento de website com ASP.NET e SQL Server acesse:

Hoje iremos iniciar o desenvolvimento do painel de controle do nosso website.

A intensão é possibilitar ao usuário uma livre administração do website com criação das páginas e seus respectivos conteúdos. O que estamos fazendo nada mais é que um CMS (Content Management Systems) ou Sistema de gerenciamento de conteúdo.

Alguns exemplos de CMS:

  • WordPress
  • BlogEngine.NET
  • Joomla
  • Drupal

Tudo bem que o nosso humilde website não se compara aos citados, mais o conceito é o mesmo, gerenciar conteúdos. Mais nada impede que possa criar algo semelhante e criar funcionalidades adicionais, pois esse é o caminho. Então vamos ao que interessa.

Antes de iniciarmos, faça o download do projeto anterior: Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server - Parte 2.

Leia mais… »

Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server – Parte 2

Olá caro leitor!

Dando continuidade ao artigo anterior que criamos o banco de dados, as tabelas, camada de conexão, camada de entidades e a camada de regras de negocio do nosso projeto, iremos iniciar o desenvolvimento do nosso website.

Caso queira acessar as outras partes, veja os links abaixo:

Para iniciarmos, faça o download e abra o projeto Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server - Parte 1.

Leia mais… »

Desenvolvimento de Website com ASP.NET e SQL Server – Parte 1

Olá caro leitor!

Estamos iniciando uma serie de artigos que tem como objetivo lhe mostrar o passo a passo da criação de um website utilizando ASP.NET e SQL Server.

Caso queira acessar as outras partes, veja os links abaixo:

Nessa primeira parte iremos criar nosso banco de dados, as tabelas, camada de conexão, camada de entidades e a camada de regras de negocio. Então vamos ao que interessa.

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 7

Olá pessoal, chegamos a última parte de nossa série de artigos sobre acesso ao banco de dados com ASP.NET usando a linguagem C#. Nesta parte final iremos terminar nosso GridView aplicando algumas configurações nele e usarei outros controles, como o DetailsView, View e o MultiView.

Como você pode perceber, nossa página está mais parecida com uma página real de, por exemplo, produtos de uma determinada empresa. Clique em Alterar em algum registro e note que os campos automaticamente entram em modo de edição, com exceção do ProductID, já que o mesmo é uma chave primária e não permite que seja excluído.

PS: Mais pra frente irei criar alguns artigos falando sobre os tipos de dados do SQL Server, também dos tipos de chaves que temos, como a chave primária e a chave estrangeira, e também dos tipos de relacionamentos por meio de constraints. Envie idéias de artigos para que eu possa posteriormente fazer um ou mais sobre determinado assunto!

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 6

Olá pessoal, volto com nossa 6ª parte de nossa série de artigos sobre acesso ao banco de dados com ASP.NET usando a linguagem C#. Nesta parte iremos falar e demonstrar os controles DataSource.

Através deles é possível especificar informações sobre a conexão com a fonte de dados, comandos para incluir, excluir, modificar e consultar dados, parâmetros, entre outras configurações, e podemos fazer tudo isso de forma declarativa, como fazemos com qualquer outro controle do ASP.NET. Exemplos de controles de vinculação de dados que podem usar os serviços oferecidos pelo DataSource para manipular os dados são o GridView e o FormView. Temos disponíveis os seguintes tipos de controles Data Source:

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 5

Olá pessoal, volto com mais uma parte de nossa série de artigos sobre acesso ao banco de dados com ASP.NET usando a linguagem C#. Nesta parte iremos configurar a página da nossa aplicação para que receba os dados de nosso DataSet Tipado e nos próximos artigos iremos falar sobre os controles DataSource do ASP.NET.

Em nosso DataSet podemos visualizar o conteúdo do arquivo XML clicando com o botão direito em qualquer área livre do nosso DataSet Designer e clicarmos em View Code, como mostra a imagem:

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 4

Olá pessoal, volto com mais uma parte de nossa série de artigos sobre acesso ao banco de dados com ASP.NET usando a linguagem C#. Nesta parte iremos falar sobre DataSet Tipado e Table Adapter. Acompanhem:

Definições básicas:

Dataset Tipado Um DataSet Tipado tem toda a estrutura das tabelas de um banco normal, fornecendo o acesso às colunas do banco como se fossem propriedades do DataSet. Resumindo: um DataSet Tipado nada mais é do que uma classe que o Visual Studio cria colocando o nome de cada coluna de cada tabela do banco como uma propriedade desta classe criada. Uma das inúmeras vantagens do uso do Dataset Tipado é que podemos nos beneficiar do recurso de auto-completar do Visual Studio, mais conhecido como IntelliSense.

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 3

Olá pessoal, começa aqui mais uma parte de nossa série de artigos sobre acesso ao banco de dados com ASP.NET usando a linguagem C#. Nesta parte iremos falar sobre modelo desconectado e na próximas sobre dataset tipado e table adapter. Acompanhem:

Modelo Desconectado – Como visto no artigo anterior, no modelo conectado, a conexão ao banco precisa estar aberta para fazermos com que nossa aplicação acesse os dados. Isso pode ser ruim em alguns casos, como quando usamos aplicações que precisam de uma alta disponibilidade e escalabilidade, por isso não a usamos sempre. Para resolver isso, o ADO.NET nos oferece o modelo desconectado, que nada mais é do que uma “cópia” dos dados do modelo conectado, depois de aberto (geralmente por um período pequeno), para um objeto DataSet através de um DataAdapter para, após isso, a conexão ser fechada.

Com os dados armazenados no DataSet, podemos fazer a manipulação deles para, numa outra ocasião, serem atualizados na fonte de dados através do DataAdapter, seguindo a mesma idéia de manter a conexão aberta por um período mínimo de tempo.

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 2

Continuando os artigos sobre acesso à dados, neste publico a 2ª parte do artigo que nos mostra como acessar e implementar, de forma simples, um banco de dados do SQL Server 2005 por meio de uma aplicação ASP.NET com Visual Studio 2008. Para acessar a parte 1, clique aqui.

Note que, depois que é criada a aplicação, é criado na Solution Explorer uma pasta chamada App_Data. Ela é responsável por armazenar os arquivos relacionados à dados, como arquivos do SQL Server, Access, etc.

Leia mais… »

Acesso à Dados com ASP.NET – Parte 1

Olá pessoal, neste artigo irei criar uma aplicação ASP. NET que faz a conexão com banco de dados SQL Server.

Usarei o banco de dados SQL Server 2005 Express e Visual Studio 2008. Usarei também o banco de dados Northwind, do SQL Server 2000, que pode ser baixado aqui.


Depois de baixar e instalar o banco, é preciso anexar este banco à instância local do SQL. Para isso, abra uma janela prompt de comando do Windows e digite o seguinte:
cd “C:\SQL Server 2000 Sample Databases”, para entrar na pasta onde foi instalado o banco. Logo depois digite o seguinte: sqlcmd -E -S .\SQLEXPRESS -Q “EXEC sp_attach_db N’Northwind’, N’c:\SQL Server 2000 Sample Databases\northwnd.mdf'”, para anexar o banco à instância do SQL instalado em seu pc. Deve aparecer a imagem abaixo se você fez tudo certo:


Leia mais… »